Print Friendly, PDF & Email

Governo questiona estabilidade para funcionário público

O SINJEP havia denunciado os ataques aos servidores desde o ano passado.  Agora, a tão sonhada estabilidade garantida pelo serviço público pode estar ameaçada.

O deputado Rodrigo Maia – que recentemente ocupou o cargo de presidente da República interino – questionou a necessidade de manter o benefício. “Existem áreas em que será necessária alguma estabilidade, outras não são necessárias”, disse.

A declaração aconteceu durante evento promovido pela revista Exame com objetivo de discutir o cenário político das reformas. Esta não é a primeira vez em que parlamentares da base afirmam ser favoráveis ao fim da estabilidade.

Maia citou como argumento para uma possível mudança no status dos servidores a falta de recursos para a Previdência e defendeu ainda a privatização das empresas públicas. “Não precisamos privatizar para zerar o deficit público, mas para ter certeza de que sabemos que, nas mãos do setor privado, [as empresas] são mais eficientes”, completou.

Print Friendly, PDF & Email